MenuA.I.T.M.A

Ritual de aceitação mestre-aluno Kruen Kru começar a ler

Slide"Kruen Kru" - ritual de aceitação Quando alguém decide ser praticante desta arte marcial poderosa e milenária, o primeiro passo é ser aceite por um Mestre que lhe irá transmitir os seus conhecimentos. O Mestre deverá estar seguro de que o aluno é digno de receber esses conhecimentos.

Antigamente, quando alguém aspirava se formar sob os ensinamentos de um verdadeiro professor, o aprendiz tinha de passar algum tempo sob a supervisão dele e entrar ao seu serviço durante um período em que seria cuidadosamente observado para saber se era digno de ser aluno e também para saber se as suas qualidades físicas eram adequadas. Nem todos foram aceites antigamente, nem todos são aceites atualmente.

Uma vez passado este tempo de prova, se o professor achar conveniente treinar o aluno, é realizada uma cerimónia, um ritual de aceitação e respeito tanto pelo aluno como pelo professor chamado:

KREUN KRU - YOK KRU

Nesta cerimónia, é feita uma oferenda a "Deus" sob a forma de alimento para pedir o seu apoio no esforço e é dado um presente ao mestre em apreço pelos seus ensinamentos, tudo isto é feito de uma forma simbólica.
Nesta cerimónia, o professor vai impor a Prajeat, símbolo de distinção de cada aluno bem-sucedido, de conduta limpa e que segue as regras de Muay Thai de uma forma leal. Esta pulseira sagrada é abençoada no ritual YOK KRU para proteger e dar valor àquele que a usa.
O Prajeat deve ser usado sempre que se pratica Muay Thai, honrando assim o professor e a escola. Para o Ritual de Iniciação ao Principiante, o dia escolhido é normalmente quinta-feira.
Os alunos que aspiram a ser aceites nesse dia trazem uma oferta alimentar conjunta para a cerimónia.
No caso exemplo, os alunos podem simbolicamente contribuir com:
-Frango assado;
-Ovos cozidos;
-Fruta variada;
-Licor de arroz ou similar;
-Um recipiente para as ofertas que pode ser um tabuleiro ou uma tigela de prata.

Além disso, cada aluno deve contribuir individualmente com:
-1 Lenço Branco;
-Barras de incensos perfumados;
-7 flores de cores diferentes;
-Seis moedas de ouro (podem ser 6 moedas pesetas antigas que estejam limpas e brilhantes);
-Prajeat ou o material necessário para a sua confeção, que pode ser um pano vermelho liso com o comprimento de 6 antebraços;
-Fio de lã forte e da mesma cor que o tecido.

Uma refeição é então preparada com os alimentos fornecidos. O mestre recolhe o loureiro sagrado com uma luva ou algodão e levanta-o acima da sua cabeça, e os alunos, ao serem iniciados, fazem três vénias ao mestre.
Tanto o professor como o aluno devem segurar o loureiro, enquanto o professor começa a recitar as bênçãos do conhecimento.

"Buddhang Prasit Dhammang Prasit Sangkang Prasit, Narayana es Chao Prasit (significa aquele que confere o conhecimento)

Quando o professor solta as mãos do aluno, o aluno então segura o loureiro sobre a cabeça para prestar homenagem a Rama, inclinando-se três vezes e depois coloca-se se inclina em frente ao professor e inclina-se mais três vezes.

O mestre recita de novo outra bênção; "Siddhi Kijang, Siddhi Kammang, Siddhi Techo, Chaiyo Nijang, Chaiya Siddhi Pawantute "

O professor pegará então numa faca e cortará um pedaço de carne de frango e oferecê-lo-á ao aluno, recitando "Este objeto é dado por Narayana a todos os seus alunos para que estes possam ser plenos e honrados e desfrutar de uma felicidade duradoura".

O aluno come o pedaço de carne como sinal de respeito. Há sempre um grande recipiente de água sagrada e uma estátua do Buda, que é colocada no centro para testemunhar a cerimónia. A água sagrada é aspergida sobre o aluno e o professor oferecerá ao aluno o loureiro sagrado em algodão, recitando o seguinte feitiço:

Om Sri Siddhi Deja Chana Satru Na, Ma, Pa, Ta

“Tu vês-me. A tua mente deve estar triste, preocupada, sem sentido. Namo Buddhaya deixa-te cativado, acreditando que eu sou Ong Promma Chaiya Siddhi Pawantume".

Outros dos feitiços utilizados pelo Rei Naresuan

Chao Pra Pra Ong 5 (Cinco Deuses) Namo Buddhaya; Na Yan Bot Songkram (Na a região da guerra) Ma Tid tam Satru (Ma seguir o inimigo) Bud Tor Su Pai Rin (Bud combater os inimigos Cha Sin Pol Krai (Dha vencer todas as forças) Ya Chok Chai Chana (Ya vitória gloriosa)

Quando a luta era corpo a corpo O rei Naresuan utilizava o seguinte Feitiço para enfrentar o inimigo Em batalha

Na Dej Rukran (Na, poderia invadir), Ma Tao Fad Fan Harn (Ma, o valor em golpes), Pa Pikat Inicio Huek (Pa, destruir sem medo), Ta Prab Suek Toi Tod (Ta, repelir o inimigo).

SlideKruen Kru registo fotográfico momentos do

SlideExplorar ainda... Phra Chao Suea Muay Kaad Chuek Nai Khanom Tom
Kruen Kru Dança Khon Rue-Si-Datton

Massagem Tailandesa Songkran Ramakien



Voltar à página inicial
Add to cart